Documentação com o pedido de extensão de vida útil foi entregue à Comissão Nacional de Energia Nuclear

ELETRONUCLEAR PEDE MAIS 20 ANOS DE OPERAÇÃO PARA ANGRA 1

A Eletronuclear, subsidiária do Grupo Eletrobras, entrou com um pedido para ampliar o prazo de operação da usina nuclear de Angra 1 por mais 20 anos. A usina entrou em operação em 1985, com o compromisso de operar por 40 anos, que se completam em 2024. A documentação com o pedido de extensão de vida útil foi entregue à Comissão Nacional de Energia Nuclear. 

As extensões de vida útil de reatores nucleares ocorrem no mundo todo e foram possíveis devido ao avanço tecnológico, o que permitiu que novos materiais e técnicas sustentassem a segurança das usinas por um tempo maior que o inicialmente projetado. Também pesa na decisão de estender a vida útil o fato de os padrões de segurança adotados inicialmente serem tão rigorosos que permitam uma ampliação do prazo de operação licenciado.

 



Página 4 de 259