Greve dos caminhoneiros foi uma das razões para o baixo consumo em maio do ano passado

CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA SOBE 3,2% EM MAIO EM RELAÇÃO AO MESMO PERÍODO DE 2018

O consumo de energia elétrica subiu 3,2% em maio, para 40. 435 megawatts (MW), em comparação ao mesmo mês de 2018. Os dados são da Empresa de Pesquisa Energética (EPE). Uma das razões é a greve de caminhoneiros do ano passado. O consumo industrial de eletricidade subiu 2,5% na mesma comparação, mas na série de taxas acumuladas nos últimos 12 meses registra queda de 0,4% até maio.

No ano até maio, a queda do consumo industrial de eletricidade foi de 1,4%, único recuo nesse parâmetro entre as classes pesquisadas. O consumo residencial em 2019 até maio cresceu 3,9%, e o setor comercial, 4,3%.

Em maio, a classe residencial teve alta de consumo de 4,4%, enquanto a comercial subiu 4,9%, segundo a EPE. O Ministério de Minas e Energia (MME) acredita que o aumento de consumo no mês de maio foi influenciado pelo efeito estatístico de base baixa em maio de 2018, afetada pela greve dos caminhoneiros.

De acordo com o levantamento, todas as regiões do país registraram aumento no consumo de eletricidade em maio, em especial o Sudeste (+2,6%) e o Nordeste ( 6,1%). No recorte cativo e livre, houve elevação do consumo de energia elétrica em maio em ambas as modalidades de contratação, sendo alta de 1,4% entre os consumidores cativos e de 6,7% entre os livres.