Participação do carvão na geração global de energia deve cair dos atuais 37% para 12%

METADE DA ENERGIA MUNDIAL SERÁ RENOVÁVEL ATÉ 2050

A energia renovável vai ser responsável por quase metade da eletricidade mundial até 2050 com a contínua redução dos custos de fontes eólicas, solar e de armazenamento de energia por bateria.

A grande mudança prevista para as próximas três décadas será acompanhada por um aumento de 62% da demanda por eletricidade e investimentos de US$ 13,3 trilhões em novos projetos. É o que aponta o relatório divulgado pela BloombergNEF.

A redução do uso de combustível fóssil traz grandes implicações para os mercados de energia e para a batalha contra a mudança climática. Segundo a BNEF, as fontes eólica, solar e de baterias são as ferramentas para que o setor de energia cumpra a meta de cortes de emissões estabelecida no Acordo de Paris, pelo menos até 2030. 

Ainda de acordo com a BNEF, até 2050, a energia solar e eólica deve responder por quase 50% da eletricidade mundial, sendo que os recursos hídricos, nucleares e outros de energia renovável representarão outros 21%. O carvão será o grande perdedor e a estimativa é que a participação do combustível na geração global de energia caia dos atuais 37% para 12% em 2050.